Search
  • Expo Ensino

Grupo Atmo se pronuncia sobre o caso Correio Popular

Em fevereiro, o jornal Correio Popular publicou uma matéria anunciando o fechamento de unidades do Grupo ATMO por questões financeiras, comparando a situação com a de outra escola campineira que está prestes a abrir novas unidades.


Confira a resposta do Grupo:


"O grupo ATMO Educação foi citado em reportagem do Jornal Correio Popular no dia 10 de fevereiro com inverdades sobre nossas escolas e o trabalho que realizamos.


Três de nossas unidades passaram por mudança de endereço no mês de dezembro de 2020, para que garantíssemos maior adequação e conforto aos alunos, em espaços físicos ainda mais diferenciados.


Entretanto, a notícia publicada no jornal toma tais mudanças como se tivessem acabado de acontecer, de forma inesperada, repentina, abordando de forma errônea informações sobre outras unidades do grupo; e insinuando que essas decisões estavam ligadas a alguma fragilidade financeira. Desse modo, o texto publicado gerou desassossego em nossos alunos e famílias. Diante do que lemos, perplexos indagamos: "Como, em meio a uma situação de saúde tão desafiadora pela qual passamos, ainda pode haver alguém que crie inverdades e as publique no jornal?" Quem afinal é o Grupo ATMO Educação, dono dos colégios Progresso, Objetivo e Anglo citados na reportagem? São de Campinas?


Sim, somos de Campinas e nascemos aqui há 15 anos! Somos uma empresa campineira! E sempre optamos por trabalhar de forma séria, focada e muito discreta, pois acreditamos ser essa a postura de quem trabalha com educação, formação de valores, acolhimento cuidadoso e respeitoso de alunos e suas famílias. Entretanto, diante da 'livre versão' dos fatos narrados, vemo-nos obrigados a vir a público e nos apresentarmos de forma ainda mais direta, em respeito aos nossos alunos e suas famílias, aos nossos professores e nossos colaboradores.


A ATMO é um grupo campineiro, criado há quinze anos por dois sócios, Rômulo Castanho e Gustavo Frayha, que iniciaram com duas escolas, uma no Cambuí e outra em Barão Geraldo, 380 alunos e 60 colaboradores. Hoje, contanto com mais de 3.000 colaboradores apaixonados por educação, a ATMO cresceu, se tornou o 4º maior grupo de Educação Básica do Brasil e possui também empresas de educação com atuações diversas, dentro e fora do País. Os sócios da ATMO também possuem participação relevante em outras grandes empresas de educação, como Agathos Educacional e Ânima Educação.


O grupo ATMO é composto por 21 unidades, que somam 12.000 mil alunos. Na cidade de Campinas, está representado por: duas unidades no bairro Cambuí; e demais localizadas nas regiões do Taquaral, Parque Industrial, Barão Geraldo, São Bernardo e Vila Industrial. As outras cidades cujo alcance o grupo atingiu são: São Paulo, Vinhedo, Santos, Indaiatuba, Itu, Hortolândia, São Carlos, Bauru e Araraquara. No Biênio 20/21, novas escolas passam a fazer parte do grupo e novos empreendimentos imobiliários estão sendo realizados para acomodar melhor nossos alunos."


"Além de escolas, a ATMO investiu e criou empresas que apresentam soluções educacionais que auxiliam na formação dos alunos em diferentes aspectos, sejam eles de criação artística, acadêmica, aprendizagem de Inglês e de cultura maker.


A ATMO Educação também apoia novas iniciativas em empresas de serviço ou tecnologia educacional, através do veículo Bossa Nova, e dele já fazem parte 5 empresas (Trakto, Mettzer, ImaginaKIDS, BeAcademy e GenteLab). Nesse contexto:

- A ATMO é uma das líderes na escolha das empresas, em uma primeira rodada de investimentos, e já conta com 2M captados;

- Com os investimentos diretos e indiretos, somos o principal investidor em edtechs do país.


Em nossas escolas, sempre mostramos que a formação de valores e a acadêmica caminham juntas, por isso, no início da pandemia, fomos um dos fundadores do movimento #NãoDemita, e nele seguimos coerentes e firmes. Ao mudar os alunos de endereço em dezembro, nas unidades citadas pela reportagem do Correio Popular, levamos para os novos endereços, junto com os alunos, também a maioria dos professores e colaboradores.


Diante da missão de apoiar a sociedade em um dos períodos mais desafiadores desse início de século, o grupo ATMO, unido a outras empresas de destaque no Brasil, atuou pela manutenção de mais de 2 milhões de empregos, impactando mais 8 milhões de pessoas.


Seguimos firmes em nosso compromisso com formação e educação de qualidade e, ao mesmo tempo, confiantes e compromissados com a verdade, com a transparência e com a ética. Continuaremos cada vez mais fortes em nossa trajetória, e, uma vez realizado esse esclarecimento, voltamos a trabalhar, com discrição e firmeza, pois foi assim que nos tornamos o 4º maior grupo de Educação Básica do Brasil."


*Pronunciamento de Rômulo Castanho e Gustavo Frayha.


Após o pronunciamento do Grupo, o Correio Popular pediu desculpas à empresa, aos leitores e aos familiares dos estudantes, e alega que a reportagem veio "de uma pauta encaminhada pelo departamento comercial da RAC".

10 views0 comments

Recent Posts

See All

Termina hoje prazo para adesão de universidades ao Sisu

Procedimentos devem ser feitos pelo site Sisu Gestão Termina hoje (23) o prazo de adesão de instituições públicas de educação superior ao primeiro processo seletivo de 2021 do Sistema de Seleção Unifi

Desenvolvido por 

CONTATO

ENDEREÇO

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
R. Maestro Luís de Túlio, 228
Vila Brandina
Campinas – SP
CEP 13092-558

​Todos os direitos reservados ©​